VOCÊ QUER SABER REALMENTE O QUE É DEMÊNCIA?

0
186

A cada dia que passa eu tenho a certeza de que deveria haver cursos especiais para cuidar de pessoas com alzheimer, pois lidar com os sintomas e comportamentos seria bem mais fácil se houvesse um acompanhamento médico dentro do habitat do paciente.

Profissionais geralmente se aprofundam no estudo da doença, passam x e y para variados sintomas, ficam cara a cara com o paciente e seu cuidador, ouvindo as respostas de suas perguntas.Mediante isto é prescreve-se a receita.

Se juntarmos todas as perguntas e respostas, e o profissional de saúde passasse a conhecer o cotidiano do paciente e do Cuidador Informal, eu tenho certeza de que haveria uma drástica mudança na prescrição de medicamentos.

E se existe medicamentos deveria ser para os sintomas abaixo:

Cuidadores que passam 48hs diuturnamente sozinhos cuidando do ente querido.

Familiares que abandonaram o Cuidador e seus pais.

Entes queridos repletos de desacertos

Famílias falidas emocionalmente

Casamentos destruídos

Cuidadores e entes queridos desnutridos

Cuidadores que não aprenderam a perdoar seus entes queridos e vice versa.

Cuidadores que se perderam no percurso.

Cuidadores com doenças psicossomáticas, sequelados,

Cuidadores que não se perdoam

Cuidadores precisando de ajuda financeira, psicológica e emocional

Cuidadores que nunca mais foram a um cinema, ou namoraram, ou se cuidaram

Cuidadores que há anos não recebem vista dos irmãos.

Cuidadores que até agora não almoçou porque precisou optar entre a comida e o remédio do ente querido.

Cuidadores que acreditam que somente eles sabem cuidar do ente querido.

Cuidadores que morrem se o ente querido morrer

Cuidadores que até hoje não encontraram a razão de viver pós morte do ente querido.

Cuidadores vivendo as custas do ente querido.

Etc

Etc

Etc

Qual o nome do remédio que cura as mazelas da alma?

Você quer saber realmente o que é Demência?

É o que ocorre após rodarmos a chave e trancarmos a porta, é o cenário onde dois personagens passam anos a fio, com a mesma peça, sem nenhuma platéia.

Autora: Berna Almeida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui