Terapias alternativas: como elas ajudam no tratamento de transtornos mentais

2
263

Terapias alternativas é o termo utilizado quando nos referimos a práticas terapêuticas complementares aos tratamentos de saúde tradicionais. 

A eficácia de técnicas terapêuticas alternativas costuma ser calorosamente questionada no mundo médico. No entanto, alguns estudos demonstram que práticas como a acupuntura, a reflexologia e até mesmo a aromaterapia podem proporcionar melhoras no bem-estar e qualidade de vida geral.

Quando pensamos em tratamentos para depressão ou outros transtornos mentais, o que vem à mente são medicamentos e psicoterapia. A maioria das pessoas procura o médico para tratar doenças físicas e psicológicas.  

No entanto, é válido dizer que as terapias alternativas são opções possíveis para complementar o tratamento e a prevenção de transtornos mentais. Elas são capazes de manter a saúde mental e física sempre regular. Além disso, o número de pessoas que optam por elas está cada vez maior. 

O que são terapias alternativas?

Existem tratamentos para depressãoque vão além do psicólogo e do psiquiatra? A resposta é sim e não, e você logo entenderá o porquê. 

“Terapia alternativa” é o nome popularmente referido a qualquer prática que não se enquadra no tratamento médico tradicional. Há dezenas de terapias alternativas que, cada vez mais, crescem em tamanho e popularidade no Brasil. Muitas delas são oriundas de países orientais que perpetuam práticas milenares. 

As terapias alternativas ou complementares, como ocasionalmente são chamadas, compõem o campo da medicina alternativa. Esta é reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como um conjunto de práticas de atenção de saúde que são parte da tradição do país. 

Elas não são reconhecidas pela comunidade médica, mas podem ser um ótimo complemento para tratamentos convencionais. Além disso, há pesquisas que comprovam, sim, seus benefícios para a saúde e a felicidade dos pacientes. 

Apenas no Brasil, mais de 20 práticas alternativas são reconhecidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Ou seja, essas terapias são, agora, de fácil acesso a uma parcela significativa da população. 

Quais os benefícios das terapias alternativas?

Por conta de sua característica natural, emocional e até mesmo espiritual, os tratamentos para depressão e demais transtornos influenciam, principalmente, nossas crenças, pensamentos, autoestima, perspectiva de vida e humor. 

Em síntese, as terapias alternativas atuam em questões emocionais as quais agravam as condições de doenças físicas e psicológicas. Se não forem tratados adequadamente, o estresse, ansiedade, nervosismo, desânimo, e a tristeza podem resultar nos mais variados transtornos mentais. 

No tratamento psicológico, muitas vezes é mencionado o conceito de “mente sã, corpo são”, o qual promove o equilíbrio entre emocional, psicológico e físico. 

Por exemplo, ingerir alimentos mais saudáveis e praticar atividades físicas são recomendações comuns para todos os pacientes. Neste aspecto, as terapias alternativas são aliadas do tratamento principal.

As terapias alternativas, acima de tudo, envolvem uma visão diferenciada do ser humano e dos medicamentos. Algumas são mais voltadas para o interior do indivíduo, tratando suas crenças, percepções sobre si mesmo e feridas do passado. 

Outras focam no físico, como a quiropraxia e a massoterapia. Estas ajudam a melhorar a postura corporal e remover a tensão de músculos e regiões doloridas como, por exemplo, a lombar e a cervical. 

Pessoas portadoras de doenças crônicas que afetam os ossos, músculos ou tendões também podem se beneficiar com essas técnicas.  

Quando devo optar pelas terapias alternativas?

Se você procura tratamentos para questões emocionaisque vão além dos medicamentos tradicionais, primeiro, é importante discutir as opções com seu médico e psicólogo. Eles irão avaliar e unir terapias complementares ao tratamento. 

Lembro-me que quando comecei a terapia, por conta de um quadro de depressão, meu psicólogo recomendou que eu buscasse encontrar uma atividade física que me trouxesse prazer e sensação de bem-estar. Mais que isso, ele também recomendou que eu passasse a adotar algumas práticas de autocuidado, como uma sessão de massagem ou reflexologia, para tentar relaxar.

Seguindo a orientação do profissional que o acompanha, você evita que as demais práticas influenciem a eficácia dos medicamentos e da psicoterapia. 

Não procure terapias alternativas apenas por recomendações alheias. Estude bem antes o que será benéfico para você, pois o que funciona para milhares de pessoas pode não garantir os mesmos efeitos para você. Visite o local de atendimento do profissional para explicar a sua situação.  

Se você não foi diagnosticado, mas busca prevenção e bem-estar, as terapias alternativas podem ajudá-lo a encontrar o equilíbrio entre saúde do corpo e da mente. 

Tipos de terapias alternativas 

As terapias abaixo são exemplos de ótimos complementos para quadros de depressão, ansiedade e outros transtornos mentais. Para encontrar a melhor para o seu quadro atual, talvez seja necessário experimentar mais de uma. 

Acupuntura

Tradicionalmente chinesa, esta terapia milenar caracteriza-se pelo estímulo de pontos distribuídos pelo corpo por meio de uma agulha. A acupuntura consiste no equilíbrio da energia corporal, pois desbloqueia os pontos que carregam energia por nossos membros. A dor, na visão da acupuntura, é causada por um desequilíbrio energético. Ao harmonizar novamente os pontos, ela desaparece. É eficaz no controle da ansiedade, insônia e estresse. 

Terapia de Florais

Florais são essências compostas por plantas e flores diversas. Cada floral está associado a uma emoção ou um traço de personalidade. O floral ajuda no tratamento de sentimentos negativos referentes a uma situação do presente. Como a acupuntura, também atua no equilíbrio energético da pessoa, mas voltados para o emocional. Assim, o tratamento com florais para a depressão atua sobre emoções negativas específicas. 

Homeopatia

É um método terapêutico que, através do histórico detalhado do paciente, introduz uma pequena quantidade de um remédio para curar um problema. Uma das ideias centrais da homeopatia é que as substâncias naturais que podem desenvolver sintomas e doenças também conseguem curá-las. 

Da mesma forma, a homeopatia também trabalha no equilíbrio energético, impulsionando a energia vital do indivíduo. No tratamento homeopático, ele trabalha na diminuição das sensações negativas ao trabalhar o interior do indivíduo. 

Fitoterapia

A fitoterapia é o estudo das plantas medicinais. Consiste na utilização externa e interna de vegetais in natura ou na forma de medicamentos para a prevenção e tratamento de doenças. 

A fitoterapia baseia-se na harmonia do homem com a natureza, pois acredita que a interação com o ambiente é importante a saúde das pessoas. Essa prática é disseminada por diversas culturas tradicionais. Algumas plantas medicinais bastantes conhecidas são: gengibre, alecrim e açafrão. 

Meditação

meditação consiste em mudar o foco do indivíduo para o seu interior. Para o tratamento da depressão e da ansiedade, a prática auxilia na desaceleração de pensamentos e redução de emoções negativas. 

Como a atenção da pessoa se volta para o momento presente, elas deixam de dar tanta importância para os seus problemas (na maioria, criados por elas mesmas). Silenciar a mente também melhora a nossa concentração e memória uma vez que aumenta o foco no dia a dia. 

Ondas magnéticas

A Estimulação Magnética Transcraniana consiste no uso de ondas eletromagnéticas no cérebro. Isso é possível porque a condução de informações entre os neurônios também é feita de maneira elétrica. 

Na depressão, a frequência elétrica do neurônio é aumentada nos locais do cérebro onde essas informações são processadas. Logo, a necessidade de ingerir medicamentos é reduzida e os sintomas, ao longo do tratamento, desaparecem.  

Reflexologia

Esta terapia é eficaz no tratamento de estresse, ansiedade, asma, problemas menstruais e digestivos. Nos pés e nas mãos, existem pontos de reflexo que correspondem a diversos órgãos do corpo. Quando pressão é aplicada sobre eles, estimulam os órgãos.  

As terapias alternativas funcionam mesmo?

Antes de começar a testar todas as terapias alternativas que desejar, você precisa compreender o papel delas no apoio ao tratamento de transtornos mentais. Importante reforçar que o tratamento psicológico e o acompanhamento médico são essenciais para a recuperação da pessoa que apresenta um transtorno mental.

As terapias alternativas podem ser utilizadas em conjunto com eles, preferencialmente após uma conversa com o psicólogo ou psiquiatra. Nunca como substitutas!

Você deve ficar atento aos conselhos de remédios naturais ou caseiros para a depressão. Com eles, é o mesmo esquema: podem ser excelentes complementos que promovem o bem-estar e o aceleramento da cura, entretanto, devem ser usados somente se recomendado pelo seu psicólogo. 

As terapias alternativas podem, ainda, ser usadas para cultivar o bem-estar e qualidade de vida. Por se tratarem de técnicas naturais, podem ser usadas livremente como complemento. Basta apenas certificar-se da qualificação e experiência do profissional para evitar terapeutas despreparados. 

Por exemplo, se você convive com um passado mal resolvido ou questões emocionais estressantes, como uma demissão ou separação, pode optar pelas terapias alternativas para descarregar sentimentos e recomeçar. 

Você poderá, enfim, administrar o seu presente com clareza, simultaneamente aprendendo a lidar com a adversidade e a solucionar seus problemas.

Terapias alternativas na depressão

É possível superar a depressão sozinho? 

Muitas pessoas acreditam que sim. Porém, sem ajuda para nos guiar, as situações comuns de nossas vidas já são complicadas. Com um transtorno mental, o cotidiano se torna um pouco mais árduo. 

Se assim desejar, você pode aliviar os sintomas da depressão potencializando a psicoterapia com essas terapias alternativas. Atividades que podem ser feitas em sua própria companhia, sem ajuda de ninguém, como exercícios físicos e meditação, também podem ser considerados complementos para tratamentos para depressão, ansiedade e outros transtornos. 

Importância da Psicoterapia

Mesmo tendo à sua disposição diversas técnicas alternativas, a psicoterapia continua sendo a ferramenta mais eficaz no tratamento de quadros depressivos. Se você está em dúvida sobre como escolher um psicólogo, a Vittude facilita bem esse trabalho.

Você pode encontrar um terapeuta utilizando uma série de filtros que vão de preço, às áreas de especialização, sexo do profissional ao modelo de terapia que deseja fazer: presencial ou online. Se você deseja começar a terapia, confira como é simples começar!

Lembre-se, o mais importante é sentir-se bem. 

Tatiana Pimenta

CEO e Fundadora da Vittude. É apaixonada por psicologia e comportamento humano, sendo grande estudiosa de temas como Psicologia Positiva e os impactos da felicidade na saúde física e mental. Cursou The Science of Happiness pela University of California, Berkeley. É maratonista e praticante de Mindfulness. Encontrou na corrida de rua e na meditação fontes de disciplina, foco, felicidade e produtividade.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui