NINGUÉM É DE NINGUÉM

0
141

NINGUÉM É DE NINGUÉM

Fomos chamados para cuidar de uma vida, e esta vida precisava de alguém com vida, para que ela fosse cuidada no propósito de ter vida também.
Tudo na vida tem um tempo determinado, esse tempo de não se ter mais vida, também chega ao fim…
Por que não conseguimos estar cientes da MISSÃO cumprida, quando o tempo finda?
Trabalharemos e cuidaremos desta vida somente enquanto há vida em ambas as partes, mas chega um dia que isso não se faz mais necessário, entendes?
Fim de linha… The End… Ponto final…
Mas… Ei… Um se foi… Você ficou…
Ficou ou foi?
Quem foi, precisa ter paz, mas quem ficou também
Quem dará paz a quem?
Alguém precisava ir, alguém precisava ficar…
Quem ficou? Quem foi?
Você ficou? 
Tem certeza?
Se foi você quem ficou, por quanto tempo sua vida ficará adornada pelo luto? 
1,2,5,10? Quantos anos permanecerás enlutado(a)?
Até quando permitirás que a tua alma seja invadida pelo egoísmo, em protesto por aquilo que tinhas como oxigênio?
Quem é de quem?
Qual o direito que nos rege de impedir que o outro se vá?
Quem é de quem?
Precisamos morrer ou nos matar literalmente porque chegou a hora do outro partir?
Ei!!! Por favor, nós fomos contratados apenas para cuidar, começo meio e fim, não somos nós quem decidimos…
Quem somos nós para relutar diante do impossível, e de nossa impotência diante daquilo que acreditamos ser nosso?
Quem lhe disse que existe o “Para sempre”?
Para qual missão fostes chamado? Vida ou morte?
Fostes chamados para iluminar a vida de alguém que precisava de sua luz…
Ei!!! VOCÊ É LUZ!!!
Você foi chamado para cuidar até aqui, daqui para frente é um só comando, é o mesmo marinheiro que te incumbiu para esta tarefa, é o que ouvia suas súplicas nos dias de tormentas… Lembra dele? Ainda confias? 
Pois é, agora é você que querendo ou não, precisa voltar e se refazer… RECOMEÇAR…
RECOMEÇAR daí de onde você parou, ou aliás, de onde você se colocou…
Pare de ter dó de você, porque quem atravessa desertos como estes, não são dignos de pena, mas de galardão espiritual e você é um dos privilegiados.
Se permita RECOMEÇAR?
Vamos tirar esta roupa preta? Vamos jogar um balde de tinta colorida e seguir em frente?
Lembra que a missão para qual foi chamado (a) já foi cumprida? Há outras te aguardando e guerreiros como você, são insubstituíveis.
Você conseguiu cumprir sua tarefa…
Agora se liberte…
Abre a porta, há um universo imensurável aguardando guerreiros como você do lado de cá…
Volte para sua casa, lave e escancare suas janelas, retire as teias da solidão, do egoísmo, da tristeza, da ingratidão, retire a poeira de seus móveis internos, desfaça sua mala, jogue fora o peso que carregas de uma vida inteira… Perdoe, agradeça, aceite, sua tarefa era apenas cuidar e cuidastes, agora cuide de quem ficou, volte para você, porque quem foi, era apenas para ensinar que nada nos pertence, que tudo nos é emprestado e um dia teríamos que devolver. 
Nos ensinou também, que ninguém é de ninguém e que AMAR é liberar para que o outro seja feliz, independente de onde e com quem ele esteja.
Chegou a hora de você se chamar para cuidar de você…
Vamos?

Berna Almeida II

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui