CUIDADOS COM PACIENTES INCONSCIENTES

0
69

As causas mais comuns de inconsciência são de natureza neurológica como, por exemplo,
traumatismo craniano e derrame.
Como o paciente é incapaz de engolir há um acúmulo de secreções (saliva + catarro) na boca e faringe, tornando difícil a respiração. Essas secreções devem ser retiradas através de aspirações
freqüentes. A elevação da cabeceira do leito a 30 graus (cerca de 3 travesseiros grossos), também ajuda a prevenir a entrada de secreções nos pulmões e brônquios, evitando a pneumonia. Também previne a queda da língua para “trás”, o que dificulta a respiração e a torna ruidosa (barulhenta).
Você pode elevar a cabeceira com material improvisado, como um pedaço de madeira, ou pode adquirir o acessório para ser adaptado à cama do paciente, ou pode alugar uma cama hospitalar com diferentes inclinações.
Para evitar o ressecamento dos lábios recomenda-se a aplicação de manteiga de cacau.
A mudança freqüente de posição é importante para prevenir a formação de feridas/escaras.
Para prevenir perdas nos músculos e articulações é necessário fazer exercícios e atividades orientados por um fisioterapeuta.
Toda a alimentação e medicação oral devem ser oferecidas por sonda enteral. Deve-se ficar atento aos sinais de intestino “preso” ou diarreia.
Se isto ocorrer procure o médico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui