Doenças Psicossomáticas

2
123

As doenças psicossomáticas são causadas por problemas emocionais do indivíduo e representam a ligação direta entre a saúde emocional e a física. Ou seja, quando o sofrimento psicológico, de alguma forma, acaba causando ou agravando uma doença física.

Esse processo não é consciente e a confirmação do diagnóstico não costuma ser simples, principalmente por se tratar de um diagnóstico de exclusão. Ou seja, todas as outras possíveis causas devem ser investigadas e excluídas antes.  Também chamado de transtorno de somatização, nesse processo a pessoa costuma apresentar múltiplas queixas físicas, em diferentes locais do corpo e que não são explicadas por nenhuma doença ou alteração orgânica. Geralmente os sintomas intensificam quando a pessoa se encontra em situações de estresse e/ou pressão emocional.

As causas

Não existe uma causa única para o desenvolvimento de uma doença psicossomática. Seu desenvolvimento depende de uma predisposição pessoal e orgânica, em como o corpo e o psicológico interagem e reagem frente a certas condições e/ou situações de vida. 

Algumas outras doenças psiquiátricas facilitam o desenvolvimento da somatização, como depressão, ansiedade e estresse e as situações que geralmente estão associadas ao seu desenvolvimento incluem:

  • Sobrecarga profissional;
  • Eventos traumáticos prévios (seja na infância ou na vida adulta);
  • Vítimas de violência psicológica, física ou sexual;
  • Sofrimento psicológico de qualquer tipo associado à dificuldade de falar sobre o assunto ou à tendência de se isolar socialmente.

ATENÇÃO: Negligenciar essas situações – seja por dificuldade de buscar ajuda ou por achar que é normal – pode agravar os sintomas ou causar outras doenças físicas.

Sintomas

São múltiplas as formas que uma doença psicossomática pode se manifestar, através de sintomas físicos e psicológicos.

Os sintomas psicológicos mais frequentes incluem:

  • Ansiedade;
  • Irritabilidade;
  • Impaciência;
  • Tristeza;
  • Falta de interesse nas atividades diárias;
  • Exaustão.

Os sintomas físicos mais frequentes incluem:

  • Dor e queimação no estômago, associado ou não à náuseas e vômitos;
  • Constipação e/ou diarréia;
  • Sensação de falta de ar e/ou dor torácica;
  • Dores musculares;
  • Aumento da pressão arterial;
  • Aceleração dos batimentos cardíacos;
  • Dores de cabeça;
  • Alterações na visão ;
  • Coceira, ardência ou formigamento com aparecimento ou não de lesões de pele;
  • Queda excessiva de cabelo;
  • Insônia;
  • Dor ou dificuldade para urinar;
  • Mudanças na libido;
  • Dificuldade de engravidar ou alterações do ciclo menstrual.

Lista de Doenças Psicossomáticas

Como é possível perceber através dos sintomas listados acima, são muitas as formas e apresentações das doenças psicossomáticas. Aqui citaremos algumas doenças que podem surgir ou se agravar a partir de um trauma psicológico:

  • Enxaqueca;
  • Síndrome do Intestino Irritado;
  • Alergias alimentares, respiratórias e/ou de pele;
  • Gastrite;
  • Impotência sexual;
  • Infertilidade.

Uma vez feito, ou suspeito o diagnóstico de uma doença psicossomática, é importante que se busque ajuda, para evitar consequências ou agravamentos irreversíveis. O tratamento pode envolver medicações para o alívio de sintomas, no entanto é importante o acompanhamento psicológico ou psiquiátrico associado para o controle do impacto que as emoções causam nos sintomas e para tratar a causa, de fato.

Como prevenir doenças psicossomáticas?

A prevenção de doenças psicossomáticas envolve toda forma que nos ajuda a lidar com os problemas emocionais, seja através da psicoterapia ou de medidas naturais, como meditação e fitoterápicos. A prática regular de atividades físicas, aliada a uma alimentação saudável também é fundamental para a promoção do bem estar e controle emocional. 

Se você se identifica com algum desses sintomas e está sob estresse ou sofrimento emocional, não hesite em pedir ajuda. Seja avaliado por um profissional especialista e descubra como tratar esses sintomas o quanto antes. 

Fonte: Instituto Psiquiatria Paulista

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui